sábado, 18 de fevereiro de 2006

Mobilidade Inteligente II

O termo Smart Mobs, cunhado por Howard Rheingold, significa multidões inteligentes, mas também "mobilidades inteligentes", já que mob geralmente é a abreviação de mobile. Parte do artigo que estou escrevendo desenvolve essa idéia, e defendo que a mobilidade inteligente em questão numa Smart Mob é a emergência. Como já havia dito em um post anterior, acredito que a emergência é um tipo de mobilidade que escapa ao controle, pois permite um tipo de nomadismo intensivo onde o deslocamento ou a mudança é de nível (natureza) e não de localização. Ao invés de passar de um ponto a outro (nomadismo extensivo), porém permanecendo num mesmo nível, a emergência nos faz passar para um nível superior, vital, mais apropriado para as modificações ocorridas no ambiente. O que está em jogo nas cibercidades que estamos construindo é saber que tipo de mobilidade serve ao controle e qual serve à emergência. Mesmo que nos dois casos não se trate mais da locomoção de um ponto a outro, mas de um perpétuo trajeto, ou até mesmo de linhas de fuga, não podemos ignorar que existem mobilidades que proporcionam um mero nomadismo facilmente rastreável e outras que efetivamente se apresentam como vetores, ou vagas, de resistência. Pensando na mobilidade e na inteligência dos próprios dispositivos, visionada por Mitchell no post anterior, a pergunta que fica é: novos agenciamentos podem ser produzidos através das tecnologias móveis que tornariam possível uma mobilidade emergente, uma mobilidade inteligente, em suma, uma verdadeira smart mobile? Fiquem a vontade para responder!

3 comentários:

Joao Soares disse...

Ola
Sou biologo portugues e gostei mto de conhecer o teu blog
Tenho tb um blog ambiental e podem consultar aqui
http://bioterra.blogspot.com
Voltarei
Portugal

Evallua disse...

E então? Chegou a quais conclusões? Atualiza o blog, está demais!! Já passou bastante tempo e essa pesquisa, com certeza, tem muitas novidades! A gente se bate na Facom ou nas festas da vida rss. Boa sorte. Abs, Emanuelle

Lia Seixas disse...

Julio,
Gostei muito do seu blog. Uma boa forma de trocar experiências, inclusive pra sua pesquisa.
Abraço,
Lia
ps: já pensou em usar o negrito nas palavras chave?