quinta-feira, 23 de outubro de 2008

A História das Coisas



Documentário que questiona de onde vêm e para onde vão as coisas que consumimos, e até quando vai existir matéria-prima. Curto e com uma linguagem simples, esse filme de 2005, produzido pela Free Range Studios, e escrito e interpretado por Annie Leonard, mostra os problemas sociais e ambientais criados como consequência do nosso hábito consumista, apresenta os problemas gerados por esse sistema e mostra como podemos revertê-lo, porque, afinal, não foi sempre assim. Além de didático e provocativo, achei o documentário, simplesmente, genial. A tradução e dublagem foi feita pelos membros da comunidade Permacultura do orkut.

4 comentários:

Luana da Silveira disse...

Adorei o documentário porque ele contribui para a desnaturalização do consumismo. É provocativo (sem fazer a pedagogia do terror) e incita um pensar e agir críticos.
Por ser educativo e didático, pode ser utilizado em diversos contextos, constituindo-se como disparador de várias problematizações.
Pretendo apresentar e debater este documentário com os meu alunos, principalmente com os alunos de Publicidade e Propaganda. Assim como pretendo divulgar para a minha lista de amigos, alunos etc.

Luana da Silveira
Psicóloga
Especialista e Mestre em Saúde Coletiva
Professora Universitária

Júlio Valentim disse...

Finalmente, tivemos a honra de um comentário seu, senhorita Luana. Espero que isso se torne frequente. Bjs e boa sorte nos debates com os alunos.

Marcos Sampaio disse...

Como idealista e um sonhador que esperar deveras um mundo melhor surgir em meio ao caos e a incompreensão da humanidade, seu vídeo nos mostra que uma solução simples poderia resolver um dos maiores problemas do século junto ao tédio: o consumismo. Que muito antes do prazer instigado pela sua propagando corriqueira revela a face da morte diária. Parabéns Professor Valentin.

Marcos Sampaio.

Júlio Valentim disse...

Oi Marcos, valeu! Apareça sempre, comentários sempre são bem-vindos. Se possível, leia também o post sobre eleições e democracia. Queria saber a sua opinião sobre a discussão levantada. Abs.